Blog do Chicão

Ser livre - Pensar livre - Livre Pensador

 

Pensamento racional        sexualidade        ecologia        política        filosofia naturalista

   

 

chicaodoispassos@yahoo.com.br

 

 

Campanha do blog do Chicão

 Mais pontes e avenidas, mais congestionamento.

 Mais metrô e ciclovias, menos poluição.  

Saiba mais

 

 

 

Página principal

 

Textos desta página:

O atraso e o progresso do Brasil

Vale a pena enfrentar os desafios e sonhar com um mundo melhor

A persistência no erro

Sua poluição, seu pulmão

Poema adolescente: Um dia

Abram os olhos trabalhadores

Estadão tenta nos enganar mais uma vez

Domingão com a enganação

Besteirol do domingão

O apoio político dos desmatadores

Os onze maiores desmatadores da Amazônia

Silêncio! Criminoso rico em ação

Menos educação, mais propaganda

Veículos respondem por 96% dos óxidos de nitrogênio

Piada: Joãozinho e as coisas médicas

Você entra com seu dinheiro e os jornais protegem o coleguinha José Serra

Lhes apresento, com orgulho, a olimpíada nacional de matemática

Poesia: Doce Pintura

 

 

 

14 Março 2008 

O atraso e o progresso do Brasil.

 

 

 

 

Não entendo porque fazendeiros honestos, trabalhadores e responsáveis são contra a PEC (proposta de emenda constitucional) contra o trabalho escravo.

Só há uma explicação, penso eu: a dificuldade das classes mais ricas de aceitarem leis que as cobrem responsabilidades.

O fazendeiro cumpre com suas responsabilidades, mas não quer ser cobrado e nem correr o menor risco.

Lei é para pobre, preto e periferia.

Lei dirigida a delitos típicos da classe mais abastada é vista como um incômodo.

 

Muitas vezes existem as leis e elas não são aplicadas.

Não existem fiscalização...

 

Quando começam as fiscalizações de verdade e em escala começa a reação.

Foi o que aconteceu com a fiscalização contra o trabalho escravo.

 

Veja o gráfico abaixo:

Ano           Operações     Fazendas   Libertações        

2007         110               197           5.877 
2006          109                  209            3.417 
2005         85                 189           4.348 
2004          72                    275            2.887 
2003         67                 188           5.223 
2002          30                    85              2.285 
2001         29                 149           1.305 
2000          25                    88              516
1999         19                 56             411
1998          18                    47              159 
1997         20                 95             796
1996          26                    219            1.751
1995        
11                  77             906
Total          621            1.874          27.645 

 

 

A reação ao aumento da fiscalização foi um intenso combate político às fiscalizações do governo federal.

Reação por parte de empresários do agronegócio, de senadores e deputados. 

Reação que ficou maior ao descobrirem propriedades de pessoas muito, muito importantes, usando trabalho escravo.

Agora os setores mais conservadores querem limitar as fiscalizações e tirar poder dos fiscais.

 

Fazendeiros honestos se dizem indignados com estas fiscalizações.

Perguntei para alguns o porque da indignação. Eles nem souberam explicar dreito o porque eram contra. Repetiam o chavão de que há exageros. Ao perguntar quais são estes exageros eles não souberam me explicar.

 

O mesmo acontece com as condicionalidades:

É algo se exige de pobre. De rico não se exige, pois eles já contribuem muito...

São uns coitados penalizados pela burocracia, pela carga tributária...

Como se estes problemas não fosse também dos mais humildes.

 

A atual discussão sobre a reforma tributária é um bom momento para discutir a CONDICIONALIDADE PARA TODOS.

Veja o texto o texto:

Abram os olhos trabalhadores.

 

 

 

 

14 Março 2008 

Vale a pena enfrentar os desafios e sonhar com um mundo melhor.

  

Ontem foi a formatura dos alunos da Unipalmares.

 

 

Lá estavam Lula, Alckmin, Serra, etc.

Estavam em uma faculdade direcionada para a classe mais humilde e que tem 87% dos alunos negros ou pardos.

Vale a pensa agir e não ficar esperando ajuda de político algum.

Se a ajuda vier, melhor.

Como disse o Lula sobre os alunos: "são um ótimo exemplo de que não vale a pena desistir".

Eu completo: vale a pena ter propostas. Vale a pena ter propostas sensatas e racionais.

 

 

Você pode se filiar ao grupo "notícias do Chicão" e receber no seu email o material deste site (à excessão das fotos, músicas e desenhos)

mande um email para: 

noticias_chicao-subscribe@yahoogrupos.com.br

 

 

 

 

13 Março 2008 

A persistência no erro.

  

Algumas notícias me dão uma profunda tristeza.

É impressionante como o Brasil persiste no erro e não aprende a fazer diferente.

Como diz o ditado: louco é o quem faz tudo igual e acha que o resultado vai ser diferente.

 

Primeira oportunidade quase perdida:

O pseudo-escândalo dos cartões.

 

A população entrou no jogo da indignação seletiva dos meios de comunicações e não percebeu o essencial.

O Portal da Transparência mostrou sua extrema importância. Ele é importante para podermos fiscalizar, propor melhorias, saber onde é e como é gasto os recursos públicos.

Algo muito importante que virou arma de guerra política baixa.

A Anvisa de comprou roupa de cama. As manchetes dos jornais conservadores apresentaram este fato como se fosse um absurdo. Uma farra, como eles diziam.

Hoje sabemos, através dos blogs (não dos jornais), que era para o pessoal da vigilância sanitária que ficam de plantão nos portos e aeroportos.

Mas, e se estivesse errado? O portal mostra que, em havendo transparência, grandes e pequenos erros podem ser corrigidos ou inibidos.

Qual a lição que deveríamos ter aprendido: valorizar a transparência pública como algo FUNDAMENTAL para uma sociedade justa e democrática. Por isto queremos que TODOS os gastos públicos (federal, estadual e municipal) estejam na internet para fiscalização e orientação.

FAÇAMOS UMA LEI PARA OBRIGAR A TODOS OS GOVERNANTES DIVULGAR NA INTERNET SEUS GASTOS.

Esta lei deveria ser a conseqüência lógica e racional da discussão sobre os cartões. Foi justamente o que acabou sendo deixada de lado.

Tudo voltará ao que era antes.

E o pior: o governo federal, que teve a coragem de mostrar seus gastos, saiu “chamuscado” desta discussão. Enquanto isto aqueles que esconderam os dados ficaram NUMA BOA.

É este o Brasil que você quer?

Não é? Então aprenda a não entrar no jogo político ideológico da grande imprensa.

 

 

Segunda oportunidade quase perdida:

Investimentos nos transportes.

Todos os dias aparecem inúmeras manchetes sobre o caos no trânsito de SP.

Qual a solução?

Segundo os “especialistas” que planejam nosso futuro é fazer o que sempre foi feito. Criar mais avenidas e mais áreas para carros e caminhões.

Vamos continuar fazendo as mesmas coisas?

Vamos continuar fazendo as mesmas coisas e esperar resultados diferentes?

O Blog do Chicão lançou uma campanha solitária.

 O lema é:

 Mais pontes e avenidas, mais congestionamento.

 Mais metrô e ciclovias, menos poluição.  

 

Objetivos:

1) denunciar o quanto é prejudicial para a cidade a construção de mais áreas de trânsito para carros. 

2) lutar para que o orçamento de SP (das cidades em geral também) tenham previsão de investimentos somente em:

a) ciclovias

b) vias exclusivas para ônibus

c) metrô  

d) manutenção das vias públicas já existentes 

 

Veja abaixo a “solução” brilhante dos nossos “especialistas” para o problema:

 

Obras de R$ 2,1 bi estão paradas

 

Três projetos considerados fundamentais para desafogar o trânsito de São Paulo, orçados em R$ 2,1 bilhões, por meio de três convênios assinados na semana passada entre o governo do Estado e a Prefeitura, ainda dependem de licenças ambientais e de autorizações judiciais para serem viabilizados. O início de uma das obras - a ampliação de quatro para cinco faixas na Avenida dos Bandeirantes, na zona sul - foi paralisado no final do ano passado, após uma das empreiteiras preteridas na licitação conseguir na Justiça liminar que barrou a intervenção.

 

... Os três projetos são avaliados por técnicos dos governos municipal e estadual como essenciais para aumentar a fluidez, principalmente de caminhões...

 




Brasil terra da Boa Esperança e das oportunidades perdidas.

 

 

 

 

12 Março 2008 

São Paulo, 6 milhões de veículos – o blog do Chicão está comemorando este progresso ...  

 

Sua poluição, seu pulmão.

 

 

O pulmão da direita é de um fumante.

Fumante de cigarro.

Fumante de fumaça preta.

Fumante de poluição.

Adultos, com o pulmão limpinho como o da esquerda, só são encontrados em pessoas que vivem em áreas sem poluição.

 

"Os efeitos da exposição dos seres humanos ao monóxido de carbono estão associados à capacidade de transporte de oxigênio na combinação com hemoglobina do sangue, uma vez que a afinidade da hemoglobina com o monóxido de carbono é 210 vezes maior do que com o oxigênio, por exemplo. Se aspirado, o CO substitui o oxigênio na reação que este forma com a hemoglobina, podendo causar morte por asfixia".

 

 

 

11 Março 2008 

Poema adolescente

 

Estava no aeroporto.

Sentado ao meu lado um adolescente.

Ele rabiscava um papel, com a caneta que lhe emprestei.

Ele se levanta, devolve a caneta e vai embora deixando o papel em cima da cadeira.

Cheio de curiosidade o li.

Lembrei da minha adolescência.

Ele não voltou.

Eu não quis que o poema morresse.

 

Um dia

 

Um dia lhe ofereci meu sorriso

e você achou que era pouco.

Um dia lhe ofereci minha alegria

e você achou que era pouco.

Um dia lhe ofereci meu desejo

e você achou que era pouco.

Um dia lhe ofereci meus abraços

e você achou que era pouco.

Eu acreditei em você

e passei a me considerar pouco.

Perdi você,

perdi minha auto-estima,

perdi minha liberdade,

porque acreditei em você.

 

Encontrei outras como você,

que me trataram como você,

e me falaram o mesmo que você.

Eu acreditei em você.

Eu acreditei em quem era como você.

 

Um dia eu aprendi o que sei agora:

tudo que eu achava que era pouco,

descobri que era suficiente.

Eu não acreditei mais em você.

Eu aprendi que podia oferecer pouco,

porque só exige muito

aqueles que habitam a infelicidade.

Neste dia eu parei de querer ser muito

e passei a aproveitar o pouco que eu sou.

Quem aproveita comigo

sabe o que eu sou:

eu sou livre,

sou satisfeito,

e não acredito em você,

como um dia acreditei.

 

 

Pensar que quem escreveu este poema foi um adolescente daqueles bem espinhudos.

Tão jovem e tão sábio!

 

 

 

 

 

10 Março 2008 

Abram os olhos trabalhadores

  

O controle sobre a mente das pessoas depende muito do que se fala e do que se "esquece" de falar.

A reforma tributária proposta pelo governo Lula tem um ponto muito importante: a desoneração da folha salarial.

A desoneração é importante para tornar mais barato a contratação dos funcionários.

Os custos saem da folha salarial e vão para o faturamento.

Ou seja, as empresas que faturam muito e empregam pouco pagarão mais.

Nas que empregam muito o peso dos custos do funcionário cairá (sem redução do salário).

É uma forma de incentivar o emprego.

O discurso ideológico conservador para aí.

Não avança.

 

Veja este trecho de uma notícia:

. A proposta inicial do governo foi reduzir a alíquota patronal de 20% para 14% entre 2010 e 2016”.

 

Os mesmos conservadores, quando há benefício para a população mais humilde clamam por condicionalidades.

O caso clássico é o bolsa família.

No bolsa família é obrigatório a freqüência escolar das crianças e também ter a carteira de vacinação em dia.

Para os pobres coloca-se condicionalidades para receber benefícios.

Para os “mais bem de vida” não se exige nada?

 

Este é o pensamento conservador.

Este é o limite do pensamento deles.

Cabe aos progressistas deste país ir além.

 

O Brasil não pode continuar a ser o país dos dois pesos.
Quando o miserável é beneficiado exige-se dele que leve o filho à escola.
Quando os mais bem de vida são beneficiados não se exige nada?

Proponho que desoneração da folha salarial seja na forma condicional.

Ou seja, um bônus que o empresário ganha SE PAGAR CORRETAMENTE os direitos dos trabalhadores.

Quem for correto tem o benefício, quem não for correto não tem o benefício.

 

As condicionalidades devem ser para TODOS.
Os empresários competentes e corretos serão beneficiados da concorrência desleal predatória de quem faz as coisas erradas.
E os trabalhadores terão uma garantia a mais de que os seus direitos serão respeitados.

 

CONDICIONALIDADES PARA TODOS:

ASSIM TODOS GANHAM.

E SÓ OS PILANTRAS PERDEM.

 

POR UM BRASIL 100% CORRETO

Vamos juntos encher as caixas postais dos senadores e deputados com esta mensagem.

Ajudem o Blog do Chicão ( http://blogchicao.tripod.com/ ) a melhorar a reforma tributária.

 Divulguem esta mensagem para seus amigos.

 

 

 

No carrosel das ilusões o que se esconde e o que se esquece é o que define o rumo de um país e de um planeta.

 

 

 

10 Março 2008 

Emails que recebo

 

Estadão tenta nos enganar mais uma vez

 

 

Ontem domingo, gastei uma parte do meu tempo para fazer algo diferente. Fui no site do ministério da educação atrás dos dados que embasaram a reportagem "Evasão escolar cresce entre beneficiados do Bolsa-Família".

Foi fácil achar os dados. Estão em indicadores demográficos e educacionais.

Fiquei mais estarrecido ainda com a capacidade do jornal de manipular informações obviamente limitadas e as politizarem.

 

 Veja o que diz o texto:

"revela que nos 200 municípios onde há mais famílias dependentes do Bolsa-Família a evasão escolar, contando os abandonos da 1ª a 8ª séries, cresceu entre 2002 e 2005. Em alguns casos, o número de crianças que deixam a escola mais do que dobrou".

 

 Observem como funciona a pilantragem.

 

Personagem um: prefeitos

A evasão escolar é informada pelos próprios municípios.

O dinheiro para a educação é repassado para os prefeitos de acordo com a quantidade de alunos matriculados.

Mais alunos, mais grana.

Mais evasão, menos grana.

 

Personagem dois: governo FHC

Ao governo FHC importava ter números positivos sobre a educação no Brasil.

O governo FHC sempre fez tudo mal feito.

Queria dados bonitos, para impressionar INCAUTOS E PREGUIÇOSOS.

 

Os prefeitos informavam números maravilhosos.

Não havia fiscalização... o que acontece?

FRAUDE.

 

OS PREFEITOS QUERIAM MAIS DINHEIRO.

OS GOVERNO FHC QUERIA NÚMEROS BONITOS.

 

Este problema já foi exaustivamente discutido pelos interessados em educação.

 

São estes números OFICIAIS do governo FHC que servem de base para a manipulação do jornal. Os donos dos jornais os usam para demonstrar o IMPOSSÍVEL: que mesmo recebendo dinheiro o número de alunos que abandonou a escola aumentou muito.

 

Porque é impossível?

Porque existem muitos estudos mostrando o contrário.

 

Vamos aos números MANIPULADOS para que não reste dúvidas:

 

A tabela abaixo é da cidade de Acuã - PI, uma cidade miserável. Muito miserável.

 

Veja que MARAVILHA era a educação na cidade segundo os dados do governo FHC:

 

Na primeira série: nenhum abandono de criança na cidade e só 3% da área rural (2001- FHC).

Um número maravilhoso.

PaulínIa - SP, que veremos numa outra tabela, uma cidade MUITO RICA, MUITO RICA MESMO, teve 4,2% de abandono na primeira série (2001).

Vejam os dados, depois falo mais:

 

 

 

Tabela 8. Taxa de rendimento (%) - rede municipal

Fase/Nível

Taxa Aprovação

Taxa Reprovação

Taxa Abandono

     

U

R

T

U

R

T

U

R

T

     

Legenda: U - Zona Urbana; R - Zona Rural

1ª série / 2º ano

2001

 

56,0

56,0

 

41,0

41,0

 

3,0

3,0

     

2005

35,7

35,3

35,3

21,4

58,7

57,5

42,9

6,0

7,2

     

2ª série / 3º ano

2001

 

72,0

72,0

 

26,1

26,1

 

1,9

1,9

     

2005

80,0

70,5

71,0

20,0

23,4

23,2

0,0

6,1

5,8

     

3ª série / 4º ano

2001

 

75,2

75,2

 

21,8

21,8

 

3,0

3,0

     

2005

85,7

72,3

72,9

0,0

23,0

21,9

14,3

4,7

5,2

     

4ª série / 5º ano

2001

 

80,8

80,8

 

16,7

16,7

 

2,5

2,5

     

2005

66,6

71,1

70,6

6,7

19,5

18,2

26,7

9,4

11,2

     

5ª série / 6º ano

2001

 

80,9

80,9

 

18,4

18,4

 

0,7

0,7

     

2005

63,1

71,4

68,2

5,3

3,3

4,1

31,6

25,3

27,7

     

6 série / 7º ano

2001

 

86,8

86,8

 

13,2

13,2

 

0,0

0,0

     

2005

83,6

74,5

77,9

0,0

7,4

4,7

16,4

18,1

17,4

     

7ª série - 8º ano

2001

 

97,8

97,8

 

2,2

2,2

 

0,0

0,0

     

2005

75,9

76,8

76,5

0,0

4,9

2,9

24,1

18,3

20,6

     

8ª série / 9º ano

2001

 

100,0

100,0

 

0,0

0,0

 

0,0

0,0

     

2005

79,1

87,0

83,9

2,3

1,4

1,8

18,6

11,6

14,3

     

 

 

Vocês viram que maravilha. A cidade deveria ganhar prêmios no governo FHC (2001). Teve 0% de abandono na 6 série, 0% de abandono na sétima série e 0% de abandono na oitava.

Uma maravilha!!!!!   ZERO DE ABANDONO...

Algo para dar orgulho a qualquer tucano.

Mas, para infelicidade do Brasil o Lula virou presidente (2005) e...

17,4% das crianças da sexta série abandonaram a escola.

20,6% das crianças da sétima série abandonaram a escola. E 14,3% abandonaram a oitava série.

 

Segundo o Estadão isto demonstra que o Bolsa família é muito ruim.

Estes dados incríveis embasaram a reportagem.

Estudos sérios foram deixados de lado e estes dados foram utilizados.

 

O que você pensa?

 

Eu penso o óbvio. Estes números de 2001 são mais furados do que peneira.

É a velha história que se repete:

o governo Lula é atacado brutalmente pelas suas qualidades. Neste caso o INEP passou a fazer um trabalho sério e agora os números estão mais próximos da realidade.

 

SERIEDADE: NÚMEROS RUINS NUM PAÍS DE EDUCAÇÃO RUIM.

 

MANIPULAÇÃO: NÚMEROS BONS NUM PAÍS EM QUE A IMPRENSA FAZ QUESTÃO DE MANIPULAR A REALIDADE.

 

E AINDA HÁ OS BABACAS QUE ACREDITAM NOS ESTADÕES DA VIDA.

 

 

Vamos aos números:

 

A tabela abaixo é de Paulínia. Como já informei uma cidade muito rica. Perto dela cidades como Campinas são pobrezinhas.

Uma cidade rica, com ótimas escolas...

 

 

 

Tabela 8. Taxa de rendimento (%) - rede municipal

Fase/Nível

Taxa Aprovação

Taxa Reprovação

Taxa Abandono

     

U

R

T

U

R

T

U

R

T

     

Legenda: U - Zona Urbana; R - Zona Rural

1ª série / 2º ano

2001

77,8

 

77,8

18,0

 

18,0

4,2

 

4,2

     

2005

88,3

 

88,3

11,1

 

11,1

0,6

 

0,6

     

2ª série / 3º ano

2001

83,5

 

83,5

15,3

 

15,3

1,2

 

1,2

     

2005

88,2

 

88,2

11,3

 

11,3

0,5

 

0,5

     

3ª série / 4º ano

2001

85,5

 

85,5

14,1

 

14,1

0,4

 

0,4

     

2005

89,0

 

89,0

10,8

 

10,8

0,2

 

0,2

     

4ª série / 5º ano

2001

87,0

 

87,0

11,3

 

11,3

1,7

 

1,7

     

2005

93,6

 

93,6

6,1

 

6,1

0,3

 

0,3

     

5ª série / 6º ano

2001

63,3

 

63,3

29,2

 

29,2

7,5

 

7,5

     

2005

60,2

 

60,2

33,2

 

33,2

6,6

 

6,6

     

6 série / 7º ano

2001

69,5

 

69,5

23,6

 

23,6

6,9

 

6,9

     

2005

65,3

 

65,3

27,7

 

27,7

7,0

 

7,0

     

7ª série - 8º ano

2001

73,8

 

73,8

21,3

 

21,3

4,9

 

4,9

     

2005

66,7

 

66,7

29,4

 

29,4

3,9

 

3,9

     

8ª série / 9º ano

2001

79,8

 

79,8

16,3

 

16,3

3,9

 

3,9

     

2005

74,9

 

74,9

20,2

 

20,2

4,9

 

4,9

     

Ensino Médio

2001

88,7

 

88,7

2,6

 

2,6

8,7

 

8,7

     

2005

75,6

 

75,6

13,6

 

13,6

10,8

 

10,8

     

 

 

Observem a quinta-série (Paulinia): em 2001 teve uma evasão de 7,5%. Em 2005 teve uma evasão de 6,6%.

Já a potência educacional Acauã teve uma evasão em 2001 de ....0,7%. Em 2005 foi de 27,7%.

 

Paulínia não depende de repasses federais. Para eles os tais repasses representam pouco no seu orçamento.

É por isto que ela serve como contraponto.

 

Vamos aos números:

Em Lagoa dos Gatos – PE, outra cidade miserável e onde normalmente há altos índices de evasão escolar os dados do governo FHC são também incríveis.

Na quinta série em 2001 teve evasão de 5,3% dos alunos. Já no governo Lula (2005) a evasão foi de 13,8% dos alunos.

A conclusão, óbvia para o jornal é: "poxa vida, como a educação piorou com o Lula. Este tal de bolsa família é só caça voto"...

Na quinta-série, no governo FHC (2201) a potência educacional Lagoa dos Gatos teve menos evasão que cidade de Paulínia, conhecida e reconhecida como uma cidade de ótimas escolas públicas.

 

Enfim,

 

Eu valorizo quem faz trabalho sério. Mesmo que estes números mostrem que o Brasil não se parece com a Suíça.

É por isto que tenho profundo desprezo pelo FHC e sua turma.

É sempre serviço MAL FEITO.

Só é bem feito, quer dizer, feito sob medida para render manchetes de jornais conservadores que não se importam com a verdade e com o progresso do nosso país.

 

As tabelas são do Ministério da educação, são dados oficiais do governo FHC e do governo Lula, cada qual responsável pelos dados dos seus respectivos governos.

 

É só entrar no site do ministério da educação e procurar “indicadores demográficos e educacionais”.

 

BASTA DE MENTIRAS E ENGANAÇÕES....

 

 

 

 

 

 

 

09 Março 2008

Emails que recebo

Domingão com a enganação

 

 

Hoje é domingo. Leio na internet a reportagem de primeira página do jornal conservador “O Estado de SP”.

A manchete chama atenção:  "Evasão escolar cresce entre beneficiados do
Bolsa-Família"

Penso comigo: mas, será possível?

Vou lendo, com um pé atrás, pois sei que estes jornais fazem  de tudo, tudo mesmo, para provar as suas teses.

Termino o texto com um pensamento: mais uma sacanagem. Será que não existe punição no Brasil por informação manipulada?

A regra deles é manipular, selecionar informações e ocultar o que não serve para provar o que eles querem.

 

Veja o texto do jornal: "Mas uma das razões é clara: as famílias obrigam as crianças a ficar no programa até os 15 anos, quando ainda são beneficiadas. A partir dessa idade, muitas vezes é mais interessante ter o filho trabalhando.
....

O texto segue: " "Quantas vezes não ouvimos de professores ‘aquela criança só está aqui por conta do Bolsa-Família’ ", diz a secretária de Educação Básica do Ministério da Educação, Maria do Pilar Almeida e Silva. "E é para isso que o programa serve. Ele estar dentro da escola já é uma grande garantia."

 

O Texto segue: "Ao estabelecer 15 anos como limite para o pagamento, o programa deixa para trás boa parte dos meninos e meninas mais atrasados..."

 

 Vamos às mentiras e às ocultações da verdade:

1) o texto diz claramente que o abandono da escola acontece depois que acaba o dinheiro que eles recebem do bolsa família (aos 15 anos). E não entre os que estão recebendo.

Portanto eles mentiram no título da reportagem. São ex-beneficiados. Enquanto ESTÃO SENDO beneficiados eles estão na escola.

2)  escondem todos os estudos que mostram que estas crianças estão abandonando a escola MAIS TARDE. Ou seja, se não houvesse o bolsa família eles abandonariam a escola com 09, 10, 11, 12 anos.

3) esconde que o governo está iniciando um processo de aumento da idade máxima para ter o benefício, que está passando de 15 para 17 anos. Ou seja, estes garotos que não concluíram o primeiro grau terão mais tempo de bolsa para poderem concluir.

4) Não coloca em questão as próprias escolas, suas condições de funcionamento e professores, etc. Afinal, o problema é acima de tudo educacional.

5) Esconde das pessoas a origem dos dados (o principal). Citam apenas um estudo... isto é importante para poder checar se não há mentira do jornal.

Veja um exemplo: "Acauã, uma das cidades-símbolo do programa Fome Zero, ...tem 71,6% de suas famílias no Bolsa-Família. O abandono escolar subiu de 4,4% para 12%."

Parece brincadeira... qual a cidade miserável do Brasil que só tinha 4,4% de evasão escolar? Isto não existe... Não existe nem na maioria das cidades ricas. Não existia antes e não existe hoje.

Provavelmente há alguma manipulação de dados.

Pode ser que esta manipulação seja por parte das próprias prefeituras, já que elas recebem dinheiro do Fundef proporcional ao número de alunos matriculados. E antes não havia controle nenhum nos dados. Hoje há controle, justamente por causa do bolsa família.

6) não fala dos outros estudos que mostram justamente o CONTRÁRIO, que graças ao Bolsa família a evasão escolar DIMINUIU.

 

TRADUZINDO:

 

O título não corresponde ao conteúdo.

Não fosse o bolsa família estas crianças abandonariam antes a escola.

Não enfatiza informações importantes: a discrepância dos dados estatísticos que eles usam(p.ex.)

Não divulga a extensão do bolsa família para crianças até 17 anos, como forma de estímulo para continuarem nos estudos.

Não informa para seus leitores as pesquisas que mostram a diminuição da evasão escolar, graças ao bolsa família.

 

 

 

O "ESTADÃO" CONTINUA SUA CAMPANHA PARA LAVAR A MENTE DE INCAUTOS PREGUIÇOSOS QUE NÃO REFLETEM SOBRE O QUE LEEM.

 

O DONO DO ESTADÃO FAZ TUDO EM NOME DO DINHEIRO E DO PODER POLÍTICO

 

 

 

Comentário retirado do Blog do Nassif

Por Luiz Fernando

Trabalhei como secretário de escola e estava encarregado de controlar as faltas do alunos beneficiários do Bolsa-Família. Asseguro que, com raríssimas exceções, a freqüência das crianças que recebiam o benefício era muito maior que as outras da escola. Por quinze reais mensais por aluno, o custo do combate à evasão escolar era ínfimo. Para quem faltava acima do limite, cortava-se o benefício.

 

 

 

 

 

09 Março 2008

domingão com bike, sexo e um pouco de besteirol para relaxar...

Besteirol do domingão

 

GREENSBURG, Pennsylvania - Kenneth Slaby está processando sua ex-namorada, Gail O'Toole, em mais de US$30.000, por colar suas genitais no seu abdômen há cinco anos . O casal terminou o relacionamento em 1999, depois de namorarem por 10 meses. Na ocasião, Slaby começou a sair com outra pessoa, mas, de acordo com o processo, O´Toole convidou-o para sua casa em 7 de maio de 2000, onde ele caiu no sono.

Quando Slaby acordou, percebeu que a ex-namorada tinha usado uma cola especial para grudar suas genitais no abdômen, e suas nádegas uma na outra além de escrever palavrões nas suas costas com esmalte de unha.

O´Toole aparentemente disse a ele que era o pagamento pela separação, e ele teve que andar 1.6 km até um posto de gasolina para pedir ajuda.

"Isso não foi apenas alguma pequena briga doméstica," disse o advogado de Slaby, Grey Pratt. O´Toole foi considerada culpada por agressão e passou por seis meses em liberdade condicional, mas, agora, seu ex-namorado entrou com processo por danos.

O advogado de O´Toole, Chuck Evans, disse que isso foi um ato consensual e que Slaby não teve danos permanentes. "Esse é um caso que deveria ter sido deixado na cama," ele disse.

 

 

 

08 Março 2008

O apoio político dos desmatadores

 

Os desmatadores possuem muito apoio político

Combater o desmatamento não é tarefa fácil.

Estes apoios políticos não se restringem aos estados da Amazônia.

Muitos deputados e senadores do sul, sudeste, nordeste e centro-oeste dão apoio político para que medidas efetivas sejam inibidas.

Este blog já denunciou que deputados e senadores do PSDB do Pará foram eleitos com o apoio maciço deste setor.

Vejam agora uma pequena prévia do tipo de debate que está ocorrendo no senado. Você não verá estas informações nos jornais conservadores.

 

“O senador Sibá (PT-AC) informou, ainda, que os imóveis poderão perder o acesso ao crédito dos bancos públicos de fomento por descumprirem normas de preservação ambiental. A legislação ambiental vigente pune, por exemplo, a derrubada da floresta em mais de 20% do imóvel nas áreas de preservação permanente.

O parlamentar pelo Acre disse também que o decreto atendeu à necessidade de controle do desmatamento para a pecuária, "que aparece como o setor produtivo campeão no aumento da devastação amazônica, por força, inclusive, dos programas de crédito do governo para a atividade".

[Agora vejam quem defende o desmatamento]

”Em aparte, o senador Jayme Campos (DEM-MT) indagou qual seria a alternativa proposta pelo governo para reparar os prejuízos dos pecuaristas de Mato Grosso, salientando que a categoria produz riqueza e oferta empregos.

-Em Sinop, os proprietários estão sendo constrangidos por um contingente de 400 homens da Polícia Federal que vigiam o desmatamento, mas o governo não oferece sequer uma alternativa para o problema - protestou, recebendo o apoio do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA)”.


Fonte: Alexandre Porto www.aleporto.com.br

 

 

 

 

 

 

07 Março 2008

Os onze maiores desmatadores da Amazônia

 

A família Sorge Xavier é uma das maiores exportadoras de carne do Brasil. É dona do frigorífico Quatro Marcos, com sete unidades no Mato Grosso e Goiás, um enorme centro de distribuição em São Paulo e mais de 6 mil funcionários. Autuados pelo Ibama, eles são acusados de derrubar mais de 50,4 mil hectares de floresta amazônica ilegalmente.

http://www.aleporto.com.br/blog.php?tema=4&post=678

 

 

ESTAREI TE ESPERANDO MAIS VEZES. QUE TAL COLOCAR ESTE BLOG NOS SEUS FAVORITOS?

COLOQUE-O AGORA.

 

 

 

 07 Março 2008

Silêncio! Criminoso rico em ação

 

 

 

As terras na Amazônia são quase todas públicas. 

Ou seja, propriedade dos brasileiros.

Ela tem sido sistematicamente invadida e depredada.

Porque isto não é notícia?

Porque notícia para a imprensa conservadora é somente o que o pobre faz.

Os roubos dos ricos geram silêncio.

Quando aparecem na televisão são tratados como fazendeiros,

como pessoas dígnas e honestas.

Se o MST invadir uma destas "propriedades" certamente serão taxados de 

terroristas, vagabundos, etc.

O crime do rico gera silêncio.

O silêncio é uma das principais formas de apoio.

O resultado?

Um país desigual.

Com a pobreza só mudando de lugar,

como bem mostra o cartoon acima.

 

 

 

06 Março 2008

Menos educação, mais propaganda

 

Ontem tive duas notícias ruins.

Como moro no estado de SP acompanho o que acontece no meu estado.

Muitas notícias são ocultadas pela grande imprensa. A maior parte se refere a decisões administrativas ruins para o povo de São Paulo.

O governo do estado possuía um programa de bolsa mestrado para incentivar os professores da rede estadual de ensino a continuarem seus estudos.

O bolsa mestrado ERA um investimento importante na qualidade de ensino.

O bolsa mestrado acabou. O governo estadual resolveu economizar.

O investimento em treinamento e aprimoramento do ensino estadual está uma catástrofe.

É o velho padrão: economia por 3 anos; no último ano implementa um projeto “publicitário”. São três anos com falta de professores na sala de aula, com baixo investimento em treinamento dos professores, com falta de material didático, etc. Um ano de propaganda de algum projeto “miraculoso”.

Na prefeitura de SP aconteceu assim. Por 3 anos não investiram, destruíram os programas de treinamento e de qualidade de ensino herdados da gestão anterior. No último ano o prefeito Kassab anunciou a contratação de milhares de professores e técnicos para as escolas. Graças a Deus há eleição. A prefeitura economizou os salários dos professores por 3 anos.

O Serra destruiu bons projetos de qualidade de ensino herdados da gestão da Marta Suplicy. Uma economia significativa.

Agora quer repetir a economia na educação, no governo de estado.

Economizar para gastar onde?

Veja a notícia abaixo e descubra por que os milionários donos de jornais, TVs e rádios estão felizes da vida com o apoio que eles dão à gestão “super eficiente” do Governador José Serra.

 

Serra amplia gastos com propaganda

Governo planeja gastar R$ 720 milhões em quatro anos; segundo o PT, isso representa 490% a mais que no período de 2004 a 2007

Governo paulista admite aumento de 220%; segundo assessoria, os gastos no período de 2004 a 2007 foram de R$ 225,6 milhões

CATIA SEABRA
DA REPORTAGEM LOCAL

Oposição e governo podem divergir sobre o critério para análise de dados. Mas os números mostram que, sob a gestão do tucano José Serra, o governo de São Paulo ampliou significativamente a previsão de gastos com comunicação social para o período de 2008 a 2011.
No PPA (Plano Plurianual) enviado à Assembléia, o governo prevê R$ 720.377.473,00 para comunicação social no próximo quadriênio.
Segundo levantamento feito pela liderança do PT na Casa, essa dotação representa 490% a mais do que os R$ 122 milhões apresentados pelo governo Alckmin para gastos com comunicação no PPA referente ao período de 2004 a 2007.
O governo contesta o método do PT. Pelos cálculos da assessoria do Palácio dos Bandeirantes, os gastos com comunicação social no período de 2004 a 2007 chegaram a R$ 225,6 milhões. Ainda assim, a previsão para os próximos quatro anos é 220% maior do que a do quadriênio passado. Para comparação: a previsão de aumento de investimentos para os próximos quatro anos é de 99%.
Serra é potencial candidato à Presidência em 2010.
Para chegar aos R$ 225,6 milhões, o governo de São Paulo lembra que, de 2004 a 2007, a dotação inicial sofreu aumento: o Estado gastou mais em comunicação do que estava originalmente previsto no papel.
Segundo o Sigeo (Sistema de Informações Gerenciais da Execução Orçamentária), de 2004 a 2007, foi autorizado o pagamento de R$ 193,7 milhões -cifra 271% menor do que a proposta no novo PPA.

...

 

 



 

 

Serra é o protegido dos donos dos jornais, rádios, Tvs e editoras.

Ele sabe retribuir muito bem o apoio.

Ajuda no pagamento de dívidas atrasadas.

Ajuda gastando dinheiro como NENHUM outro governador do estado

EM TODOS OS TEMPOS.

São mais de 720 milhões de reais em propaganda.

 

 

 

 

Este é o governador do Paraná.

Roberto Requião.

Os milionários donos dos jornais conservadores o odeiam.

Ele decidiu não gastar um único centavo em propaganda nos jornais, rádios e TVs.

Ele é o exemplo a ser destruído.

E ainda tem papagaio que repete tudo o que mídia diz,

como se elas estivessem preocupadas com a verdade e com a justiça.

 

 

 

 

05 Março 2008

São Paulo, 6 milhões de veículos – o blog do Chicão está comemorando este progresso ...

 

Veículos respondem por 96% dos óxidos de nitrogênio

 

Somente veículos movidos a eletricidade eliminariam o problema.

Um poderoso poluente, o grupo dos chamados óxidos de nitrogênio (NOX), preocupam as grandes cidades como São Paulo. Segundo a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), anualmente são lançados na atmosfera cerca de 317 mil toneladas desses óxidos. Os dados, referentes a 2005, foram publicados no Relatório da Qualidade do Ar da companhia.

Aproximadamente 6 milhões de veículos, correspondentes à frota paulistana, são responsáveis por 96% de todo material lançado ao ar. Somente nos últimos anos a capital conseguiu ficar dentro dos limites estabelecidos pelo padrão máximo, 320 μg/m³.

O principal óxido emitido é o dióxido de nitrogênio (NO2), um gás de cor marrom e com forte odor. Por ter baixa solubilidade, é capaz de penetrar profundamente no sistema respiratório, podendo dar origem às nitrosaminas, substâncias capazes de causar câncer. O NO2 também é causador da chuva ácida, que prejudica a vegetação e corrói construções. Quando inalado excessivamente pelo homem, é um poderoso irritante, causando sintomas semelhantes aos do enfisema, doença resultante da destruição gradual e progressiva dos alvéolos pulmonares, quando inalado excessivamente. Na natureza, é um dos componentes da chuva ácida.

Os motores de veículos são os principais formadores de óxidos de nitrogênio, além de outros poluentes atmosféricos. Para minimizar o problema, o ideal é utilizar gasolina sem chumbo, usar catalisadores, que barram parte dos poluentes e melhorar a qualidade do diesel atual. Motores que utilizam este combustível poluem seis vezes mais do que os seus similares movidos à gasolina.

O Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve) estabeleceu metas para indústrias automobilísticas reduzirem a quantidade de óxidos de nitrogênio eliminados pelos automóveis. De acordo com o responsável pela divisão de tecnologia de avaliação da qualidade do ar da Cetesb, Jesuíno Romano, os índices já foram reduzidos em mais de 50% desde 1993.

Na primeira fase do programa, os índices de de poluição eram de 10,7g/Kw/h. Hoje os índices estão em 4,66g/ Kw/h. Medidas assim têm sido adotadas em todo o mundo. Romano ressalta que ainda há muito o que fazer. "Nos EUA, houve uma redução de 95% dos níveis deste poluente desde 1970", diz.

Romano explica ainda que a maioria dos tipos de poluentes atmosféricos diminui com a substituição dos combustíveis "tradicionais" (gasolina e diesel) pelo gás natural. O resultado não se repete com os índices de óxidos de nitrogênio, que continuam os mesmos. "Nestes casos, o ideal seria adotar veículos movidos a eletricidade, um mercado ainda restrito aqui no Brasil. Até porque a eletricidade reduz drasticamente a emissão de praticamente todos os poluentes", explica ele.

 

 

 

No futuro as pessoas vão olhar para fotos como esta e vão se perguntar como é que as pessoas do nosso tempo conseguiam viver nesta nojeira.

 

 

 

05 Março 2008

Joãozinho e as coisas médicas

 

  Na escola a professora pediu para os alunos levarem alguma coisa médica.
No dia seguinte a professora perguntou:
- Bruna o que você trouxe?
- Um termômetro!!!
- Daniel o que você trouxe?
- Uma vacina!!!
- Joãozinho e você?
- Um balão de oxigênio!!!
- Quem te deu?
- A minha avó!!
- E o que ela disse?
- Me devolve!!!!

 

 

 

04 Março 2008

Você entra com seu dinheiro e os jornais protegem o coleguinha José Serra

 

Domesticar a mente de um monte de bananas que acreditam na mídia conservadores e torná-los papagaios repetidores dos interesses e discursos dela é o melhor dos mundos para os empresários da mídia.

Começa-se com uma indignação seletiva. Veja bem: o Lula quer aumentar os impostos sobre os lucros dos bancos. Eles apresentam isto como mais um imposto que o consumidor irá pagar. Aparecem os Reinaldos e as Mirians da vida explicando porque é ruim para os consumidores aumentar os impostos dos bancos. O papagaio doutrinado sente raiva do governo por mais esta “tunga” no bolso dele. Os donos dos bancos, satisfeitos com a defesa feita pela mídia, oferecem juras de amor $$$, com votos de anunciar sempre nestas empresas, convidar $$$ estes “jornalistas” para palestras e cursos que eles patrocinam ou de pessoas/empresas a eles ligadas, etc.

O resultado que eles desejam: imposto menor sobre o lucro líquido (mais lucros para os bancos), mais anúncio para as empresas, mais convites para seus jornalistas defensores. Quem entra com o dinheiro desta farra secular: os papagaios bananóides que se recusam a pensar, uma vez que estão com a mente dominada.

Mais um exemplo:

Se o político for “coleguinha” da turma, como é o caso do José Serra o tratamento é outro. Ele vai leiloar o rodoanel de SP. O rodoanel é o nome pomposo de uma estrada pequena de menos de 50 kilômetros construída a um custo ABSURDO de de alguns bilhões de reais. O papagaio bananóide já pagou o preço da construção sob a forma de imposto. Já pagou algumas vezes mais o preço da estrada sob a forma de um possível superfaturamento (fazem anos que a CPI do rodoanel é abafada na assembléia de SP). Agora o papagaio bananóide vai pagar pedágio caro. Acabou? Não, tem mais. O coleguinha da turma, o Serra, quer 2 bilhões no bolso para o leilão. 2 bilhões no bolso. Isto significa: pedágio ainda MAIS CARO por 30 anos.

E o que faz a imprensa? Ela noticia este absurdo na primeira página? Faz campanha contra? Denuncia o abafamento da CPI? Nada disto. O Serra é coleguinha. Logo que assumiu o governo do estado ele tomou duas decisões importantes: vetou o projeto de transparência das contas públicas e deu vários benefícios para as empresas de comunicação que deviam ao governo. As empresas ficaram felizes da vida e retribuem. Ele mais que dobrou a verba de publicidade, afinal coleguinha faz isto: coloca dinheiro no bolso de coleguinhas.

O mundo dos coleguinhas só existem porque do outro lado existem os papagaios bananas que os defendem e dão apoio a estas práticas. E o pior: ainda acham que estão levando vantagem ao defender os coleguinhas. Eles acreditam piamente que se o imposto sobre o lucro dos bancos for aumentado são eles que vão ser "punidos". Eles acreditam sempre na mídia, pois já estão de "cabeça feita".

Um exemplo de papagaio banana foi me enviado através de um amigo que faz parte de um grupo de discussão. Em um email o papagaio diz: prefiro meu dinheiro no bolso que no bolso de algum governo. Em outro email ele, bem treinado, repete argumentos contra a CPMF. E em outro o papagaio, um verdadeiro banana que repete tudo e não pensa em nada reclama sabe do que? Do hospital público onde ele está fazendo um tratamento.

Um recado para este papagaio bananóide: o dinheiro que ficou no seu bolso com o fim da CPMF é uma miséria bem pequenininha. Se não fosse assim você não precisaria ir a um hospital público. A Globo deve ter lucrado uns 20 milhões/ano com o fim da CPMF. A notícia do mês no mundo “business” é a compra de um avião pela Globo de U$70 milhões. Estes é o mundo que os coleguinhas querem e desejam. Você sentado no banco do hospital repetindo como bom papagaio tudo o que eles mandam e eles voando em um avião de U$70 milhões que eles poderão pagar tranqüilamente com o dinheiro que estão economizando com o fim da CPMF.

Aliás, o Citibank também lhe agradece o apoio. Este banco está mandando para fora do Brasil milhões de dólares que economizou com o fim da CPMF. Uma boa ajudinha num momento delicado.

 

Abaixo segue uma notícia feita de coleguinha para coleguinha, sem destaque, sem citar o nome do governador, como se tudo fosse uma fatalidade sem maiores conseqüências.

(papagaios, prestem atenção no que está em letra maiúscula)

O que está entre parênteses é comentário meu.

  

 Rodoanel deverá ter DESÁGIO MENOR, diz concessionária – (neste caso, colocaram os preços inicais nas alturas, mais de 1 real por kilômetro, é o coleguinha querendo fazer manchete de coleguinha jornalista: deságio de tanto... uma maravilha, graças ao governador vamos pagar menos, etc. etc,)

 

O presidente da BR-Vias, Martus Tavares, disse nesta terça-feira que a tendência é que os próximos leilões de rodovias tenham deságios menores do que o alcançado no leilão do ano passado, que foi em média de 45%. A BR-Vias arrematou o trecho da BR-153 em São Paulo, entre a divisa com Minas Gerais e a divisa com o Paraná.

A BR-Vias e a OHL disseram hoje que têm interesse em participar do leilão do Rodoanel, previsto para março. Para Tavares, o deságio nesse caso deverá ser muito menor, já que o governo paulista EXIGE PAGAMENTO de R$ 2 bilhões pela outorga, o que NÃO era exigido nos leilões federais.

"Não dá para achar que todo leilão terá esse nível de deságio. Há um aprendizado tanto do governo quanto das empresas", afirmou.

Além disso, Tavares acredita que o NÚMERO DE PARTICIPANTES DEVERÁ SER MENOR do que no leilão federal porque tem que ser levantado um valor grande para a outorga. "É COISA PARA GENTE GRANDE", brincou.

A BR-Vias e a OHL participaram hoje da assinatura das outorgas dos sete trechos leiloados no ano passado.

Amanhã, serão assinados os contratos, em cerimônia no Palácio do Planalto da qual está prevista a participação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A outorga e os contratos da Acciona, que ganhou o trecho da BR-393 só serão assinados em março, porque a homologação do resultado dessa rodovia foi suspensa pela Justiça e só ocorreu no mês passado.

 

Note bem: algo sobre um possível superfaturamento do Rodoanel? Algo sobre CPI abafada? Algo sobre o tamanho da estrada? Nada... O nome do Serra é citado? É questionado os 2 bilhões em dinheiro? Algo sobre os 30 anos de pedágio mais caro?

O lema é coleguinha protege coleguinha e papagaio paga o pato.

 

 

 

Um bom papagaio é assim repete tudo o que escuta.

Tem a cabeça feita.

E a compulsão por repetir.

 

 

 

03 Março 2008

Lhes apresento, com orgulho, a olimpíada nacional de matemática

 

Imagina um programa pedagógico que envolva 17 milhões de crianças e dezenas de milhares de voluntários. Tudo isto coordenado pelo ministério da educação.

Um projeto grandioso, em sua terceira edição, sem uma nota nos telejornais. Como se ele não existisse. Mesmo na TV Cultura, TV pública de SP, silêncio total.

Algo bom para o Brasil que merece ter continuidade através dos anos. Continuidade assim como teve a vacinação contra poliomielite, a distribuição de livros didáticos, etc.

Continuidade e melhoria constante de bons programas e de boas idéias.

A politicagem tem que ficar longe de projetos bem sucedidos.

Uma destas ótimas iniciativas são as olimpíadas do conhecimento. Parabéns a todos que participaram e a organizaram.

Leiam os textos e comentários retirados do blog do Nassif

 

Prof. Israel Vainsencher
ICEX-Departamento de Matemática-UFMG

caro Nassif,

Ontem, no Rio, participei de uma emocionante cerimônia com a presença do presidente e ministros, para a entrega de medalhas aos alunos de escola  publica que tiveram o melhor desempenho na OBMEP, olimpíada brasileira  de matemática das escolas publicas. Foram também distribuídos alguns lap-tops (patrocinados pelo itaú) para a meninada que tirou medalha de ouro pela 3a vez consecutiva.

Em sua 3a edição em 2007, contou com 17 milhões de participantes, do oiapoque ao chui.

Apesar da explicita  proibição do TSE de qualquer divulgação institucional, alegando algum  togado de plantão tratar-se de episodio eleitoreiro, houve em 2006 14 milhões de inscritos.

Infelizmente pouco ou nada disso sai no  noticiário...

Desde os velhos tempos do MCP, em Recife, primeira gestão de Arraes, não me lembro de outro movimento de VOLUNTARIADO, tão bem organizado, para fazer o melhor proselitismo de que necessita o país: um corpo a corpo mobilizando milhões de alunos, milhares de professores, em prol da  melhoria do ensino da matemática nas escolas publicas.


Comentário 1

Confesso que me emociono quando vejo escolas se esforçarem para por alunos para estudar e quando vejo a alegria destes meninos e com seus resultados.

É lindo mesmo ver uma criança despertando o desejo pelos estudos.

 

Comentário 2

O escândalo é a repercussão ZERO disso na mídia.

 

Comentário 3

Pois é Prof. Israel,
vivemos num país onde se leva à máxima potência aquele princípio jornalísitico "good news, no news". Com o adendo de que se não tiver más notícias, se inventa, se fabrica a qualquer preço.
O evento se refere à 3ª Olimpíada de Matemática das Escolas Públicas, que envolveu 17 milhões de estudantes.
Na entrega dos prêmios o presidente levou ao palco para acompanhar o seu discurso o estudante Ricardo Oliveira da Silva, 19 anos, que sofre de atrofia do tecido muscular, como exemplo da perseverança e da importância de se dar oportunidade aos jovens do País.
Lula lembrou que, quando surgiu a idéia de se fazer uma olimpíada nacional de matemática, muita gente dizia que não ia dar certo e logo no primeiro ano, em 2005, 11 milhões de estudantes se inscreveram.
No segundo ano, mesmo com as limitações da Justiça Eleitoral proibiu até que se colassem cartazes nas escolas convocando os alunos...

 

Comentário 4

 Isto não é notícia, porque é algo de muito bom que a sociedade brasileira está fazendo. Notícia tem que ser coisa ruim, degradante, deprimente... para dar a impressão de que não temos jeito e temos que nos conformar com a mediocridade, com a subserviência...

 

 

 

 

 

Poesia do Chicão

 

Doce Pintura

 

 

 

A tua pinta pinta com meu pinto.

Pinta daqui,

pinta acolá,

de tão pintado meu pinto pintudo

pinta tudo.

Um pinto molhado

da pintura da tua pinta

que pinta tudo.

Pinta tudo no meu pinto pintudo.

Todo pintado

continua a pintura.

"Pinta o pinto" grita tua pinta,

meu pinto pintudo fica pontiagudo

a espera da pinta que lhe pinta

e não se cansa de pintar.

 

 

 

 

 

Voltar a página principal do Blog do Chicão

 

 

 

Você pode se filiar ao grupo "notícias do Chicão" e receber no seu email o material deste blog (à excessão das fotos, músicas e desenhos)

mande um email para: 

noticias_chicao-subscribe@yahoogrupos.com.br

 

 

Artigos antigos

 

Visite as páginas dos outros meses.

2 abril 08 / 1 abril 08 / 2 março 08 / 1 março 08 / 2 fevereiro 08 / 1 fevereiro 08 / 2 janeiro 08 / 1 janeiro 08 / 2 dezembro 07 / 1 dezembro 07 / 2 novembro 07 / 1 novembro 07 / 2 outubro 07 / 1 outubro - 07 / 2 setembro - 07 / 1 setembro - 07  /  Agosto - 07

página principal do blog antigo

 

 

ESTAREI TE ESPERANDO MAIS VEZES. 

QUE TAL COLOCAR ESTE BLOG NOS SEUS FAVORITOS?

 

 

 

 

ESTAREI TE ESPERANDO MAIS VEZES. QUE TAL COLOCAR ESTE BLOG NOS SEUS FAVORITOS?

COLOQUE-O AGORA.

 

 

 

Você pode se filiar ao grupo "notícias do Chicão" e receber no seu email o material deste site (à excessão das fotos, músicas e desenhos)

mande um email para: 

noticias_chicao-subscribe@yahoogrupos.com.br