Blog do Chicão

Ser livre - Pensar livre - Livre Pensador

 

Pensamento racional        sexualidade        ecologia        política        filosofia naturalista

   

 

chicaodoispassos@yahoo.com.br

 

 

Campanha do blog do Chicão

 Mais pontes e avenidas, mais congestionamento.

 Mais metrô e ciclovias, menos poluição.  

Saiba mais

 

 

Página principal

 

 

Textos desta página:

Recuse, para mudar o mundo

Poesias: A verdade dividida

É guerra! A guerra psicológica no Brasil

O pior são os estados

Duas dicas importantes

A era da microgeração de energia

Operação protege vampiro 2

Manifesto à família Brasileira

O SUS também salva vidas

Fotos fantásticas

Piada: Oferta de emprego

Denúncia

Operação protege vampiro

Com a palavra o ministro da justiça

Cartões, Lula gasta MUITO MENOS que o Serra.

Piada: Crônica de um amor louco 

Piada: Experiência de Louvor 

Poesias: São Duas

 

 

 

17/02/2008

Recuse, para mudar o mundo

 

No Brasil, o envio de propagandas pelo correio não é tão comum quanto nos EUA, a Terra dos Exageros. Ainda assim, somos soterrados de panfletos nos cruzamentos, recebemos extratos do banco, promoções da TV a cabo, das nossas lojas favoritas… tudo isso acaba indo para o lixo e consome árvores, água e combustível.

Só pra se ter uma idéia, nos EUA, 100 milhões de árvores por ano são transformadas em 4.5 milhões de toneladas de “junk-mail”. Portanto, no que diz respeito à panfletagem pelo correio ou nas ruas, está na hora de acrescentar um novo R à trindade Reduza, Reuse & Recicle: RECUSE.

Do blog mude o mundo

http://mudeomundo.com.br/

 

 

Achei fantástica esta idéia. 

Recusar é uma boa forma de poupar recursos para nosso planeta.

Reuse, Recicle, Reduza e Recuse.

 

 

 

 

Existem várias iniciativas para diminuir o consumismo do ser humano.

Fico pensando o que pensarão aqueles que nascerão daqui a 50 anos.

Será que nos considerarão como irresponsáveis?

Ou será que darão risadas das nossas iniciativas?

O ser humano gosta de comprar e gosta do excesso.

Para muitas familias a grande diversão é ir ao shopping,

sem compras virá um vazio brutal.

Acho que as opçõe seriam o cultivo da amizade,

esportes, sexo e cultura.

Um estilo de vida diverso do que estas famílias que se 

divertem no shopping costumam ter.

Vamos obserar para saber para onde corre a história.

Quer dizer, vamos agir e ajudar a criar esta história.

 

 

 

 

16/02/2008

A verdade dividida

Carlos Drummond
de Andrade


A porta da verdade estava aberta
mas só deixava passar
meia pessoa de cada vez.

Assim não era possível atingir toda a verdade,
porque a meia pessoa que entrava
só conseguia o perfil de meia verdade.
E sua segunda metade
voltava igualmente com meio perfil.
E os meios perfis não coincidiam.

Arrebentaram a porta. Derrubaram a porta.
Chegaram ao lugar luminoso
onde a verdade esplendia os seus fogos.
Era dividida em duas metades
diferentes uma da outra.

Chegou-se a discutir qual a metade mais bela.
Nenhuma das duas era perfeitamente bela.
E era preciso optar. Cada um optou
conforme seu capricho, sua ilusão, sua miopia.

 

 

 

 

 

 

15/02/2008

É guerra! A guerra psicológica no Brasil.

Assisti um filme sobre a segunda guerra. No enredo havia uma parte em que os japoneses transmitem no rádio (em inglês) para os americanos uma série de informações com a finalidade de desestabilizar emocionalmente os adversários. É a tal guerra psicológica. A todo momento mandavam uma nova informação verdadeira ou falsa, que mexia com os ânimos dos soldados. 

O segredo da guerra psicológica é sempre ter uma nova informação. Quando a primeira é desmentida ou perde o “efeito” ela é logo substituída por outra. A idéia é criar uma sensação de caos. 

No filme os soldados já não sabiam se estavam ganhando ou perdendo a guerra. Não sabiam mais se as informações das rádios americanas eram as verdadeiras. Ficaram confusos, o que acabou por gerar conflitos vários. 

GERAR CONFLITOS VÁRIOS é a finalidade da guerra psicológica. 

No Brasil estamos vivendo um processo parecido. Em dezembro o conflito foi o apagão aéreo que iria atrapalhar a vida de todo mundo e seria um caos. Não houve apagão aéreo. Os controladores de vôo pararam de boicotar e tudo voltou ao normal. 

A guerra psicológica mudou o alvo. 

Veio a polêmica da febre amarela. Eventos absolutamente normais foram elevados à categoria de desastre iminente. Reportagem em vários lugares do Brasil em tom sensacionalista incitavam as pessoas a terem emoções negativas. Qualquer febre era notícia nos principais jornais e telejornais. Na realidade existiam poucos lugares onde a vacinação era necessária, estes foram prontamente atendidos. Algumas pessoas morreram pela febre amarela, como morrem alguns todos os anos (em números bem menores que antes de 2002). Outras pessoas, infelizmente, baseadas no pânico da mídia correram até os postos de saúde para tomar vacina já tendo sido vacinadas e tiveram sérios problemas, até a morte. Moral da história: mais gente ficou internada por tomar a vacina duas vezes em menos de 10 anos do que por febre amarela de verdade. 

Já que não houve apagão aéreo, nem epidemia de febre amarela ... a guerra psicológica mudou o alvo.  

O alvo agora é o apagão de energia. Diziam: falta capacidade ao governo, falta planejamento. Entrevistaram pessoas ligadas à oposição e técnicos que sempre falam contra o governo... O apagão é iminente... tudo notícia ruim. Os números do governo foram escondidos. O governo diz: estamos trabalhando forte, novos poços de gás vão entrar em operação... tudo isso é soterrado numa avalanche de contra-informação que transforma uma situação delicada em um desastre iminente. Quando começaram a entrar em operação novos gasodutos, novos poços, etc, ficou claro que não é um desastre e que há muita ação em curso. 

A guerra psicológica mudou de novo o alvo. 

Cartões corporativos do governo, uma vergonha... esqueceram rapidinho apagão elétrico iminente. (Sobre cartão corporativo vejam os textos no blog do Chicão). 

Como o assunto cartão começaou a perder fôlego ... qual a desgraça que a guerra psicológica vai criar, mentir, ou realçar (já que não é tudo mentira)? 

Tiveram uma boa idéia: “vamos anunciar que o governo vai ajudar os vilões que estão destruindo a Amazônia”. Mais uma tentativa de criar cizânia, de criar briga, gerar raiva, decepção e alienação. 

O objetivo da guerra psicológica é esta: criar conflito e gerar emoções negativas. 

O jornal O Estado de SP, ativo participante desta guerra, colocou esta manchete na sua primeira página: governo vai anistiar desmatadores da Amazônia. 

Como se constrói esta mentira. Pergunta-se para um técnico do ministério o que irão fazer com as fazendas que desmataram antes da atual lei de proteção da Amazônia. O técnico responde que é provável que o governo tenha que legalizar estas áreas já que foram desmatadas antes da lei. Todos sabem que uma lei não retroage no tempo. Usaram uma resposta tão simples e direta para criar a figura do desmatador vilão anistiado – mais uma impunidade – que absurdo. 

Como não colou o tema, pano rápido vamos procurar outro alvo ou voltar aos cartões. 

Preste atenção e não sejam vítimas desta guerra.

 

 

Leia abaixo a resposta do Ministério do Meio Ambiente e do Ministério da Agricultura 

 

"Ao contrário do que foi noticiado nesse fim de semana, os Ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento esclarecem que não estão trabalhando em qualquer proposta de anistia para desmatadores ilegais ou para redução da reserva legal, seja na Amazônia ou em qualquer outra região.

O governo federal defende a manutenção da Reserva Legal e a solução dos passivos ambientais no âmbito do Zoneamento Ecológico Econômico e está trabalhando fortemente para aprofundar os mecanismos de penalização efetiva dos desmatadores ilegais, a exemplo da implementação do Decreto 6.321, de dezembro de 2007, que instituiu o embargo econômico de áreas desmatadas ilegalmente e a responsabilização da cadeia de produção.

Os fortes indícios de aumento do desmatamento nos meses de novembro e dezembro de 2007, constatados pelo sistema Deter, impõem para o governo e a sociedade a necessidade de intensificar ações enérgicas que coíbam o desmatamento ilegal. Flexibilizar o Código Florestal como prevê o PL 6.424/2005, aprovado na Comissão da Agricultura da Câmara dos Deputados, em dezembro passado, não levará à diminuição do desmatamento e sim à legalização do passivo ambiental e ao estímulo a novos desmatamentos.

Marina Silva
Ministra do Meio Ambiente

Reinhold Stephanes
Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento."

 

 

Leiam agora a resposta do jornal O Estado de SP

 

Em entrevista, Marina Silva descarta anistia para desmatadores

“Diante da repercussão negativa da possibilidade de anistia a quem desmatou a Amazônia, como anunciou o jornal O Estado de S. Paulo no domingo, a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, negou nesta segunda-feira, 11, durante entrevista coletiva, a possibilidade do governo conceder anistia a desmatadores”.

 

 

Observem: diante da repercussão negativa ... parece que o jornal acertou e a ministra recuou. Uma mentira primorosa. O jornal manipulou a informação e a ministra falou a verdade: a notícia do jornal era mentira misturada com manipulação.  

 

 

Depois do acidente da TAM e da revolta dos controladores de vôo, todos culpavam o governo.

E agora, quando a caixa preta apontou sérios problemas no avião, inclusive chamas, como é que fica?

Tomar atitude preciptada, baseada em informação não fidedigna é um risco.

O risco é sermos manipulados.

 

Saiba como foi a situação dos aeroportos no carnaval e fim de ano

http://www.infraero.gov.br/impr_noti_prev.php?ni=6589&orig=home

 

 

15/02/2008

Uma linda pintura para aliviar a alma

 

 

 

 

 

14/02/2008

O pior são os estados



Os cartões de crédito foram introduzidos sob o argumento de que permitiriam uma redução dos custos de transação em compras emergenciais e/ou de pequena monta. A única forma de avaliar se esse uso tem sido ou não eficiente é pela comparação entre os preços unitários praticados com seu emprego (quanto custa um resma de papel para impressora, por exemplo) e os preços unitários praticados no processo de compra por licitação pública. Tais números comparativos ainda não apareceram, de forma que qualquer opinião a esse respeito será especulação.

O fato de uma ministra ter realizado compras em free-shop com o cartão de crédito não significa necessariamente que todo mundo faça isso, embora a vastidão dos saques em dinheiro (espantosos 75% de todos os gastos saíram assim) não autorize grande otimismo. Para que se consiga determinar a vulnerabilidade dos cartões a esse tipo de desvio de finalidade, seria preciso conhecer os números agregados. Qual é a porcentagem de detentores de cartões que os usaram de forma irregular? Tais números tampouco estão disponíveis.

O fato de as despesas com cartões estarem publicadas no Portal da Transparência (juntamente com praticamente toda a execução orçamentária do Executivo federal, excetuando-se gastos com a Presidência, uma lacuna antiga e absurda) não parece ter estimulado indagações suficientemente agudas a respeito do que fazem estados e municípios. Por exemplo, em São Paulo, estado que gera 32% do PIB brasileiro, cerca de 50 mil agentes públicos portam cartões de débito. Em 2007, as despesas realizadas com esses cartões superaram os R$ 100 milhões (mais do que o gasto com os cartões do governo federal). Quase 45% desse montante saiu como retirada em dinheiro vivo. Minas Gerais é outro estado em que se usam cartões, sendo bem provável que a prática tenha sido adotada em outros estados e municípios. Pois bem: será que os governos desses estados e municípios publicam alguma coisa na Internet? A resposta é não. Governos estaduais e municipais são buracos negros.

Tendo em vista a enormidade de recursos de que dispõe, o governo paulista leva o prêmio de opacidade governamental. Muito pouco de relevante se publica a respeito do desempenho do governo. Já propaganda disfarçada é o que não falta.

Sem informação, não há condições de se realizar controle independente. Nesse sentido, o governo federal está quilômetros à frente.

(Claudio Weber Abramo)

 

 

 

Extra* Extra* O Governador José Serra disponibilizou gastos com cartões na Internet, ontem. Calma, amáveis leitores, calma! O acesso só poderá ser feito por bancadas de deputados da Assembléia Legislativa. Bom, agora dá para ler também na telinha do computador, avançou!

http://www.nogueirajr.blogspot.com/

 

ATUALIZAÇÃO: temos uma boa notícia. O governo de SP colocou na internet os gastos com os cartões. Falta colocar o resto: cheque e dinheiro vivo. As contas de tipo B englobam gastos com cartões, com cheque e dinheiro vivo. Falta colocar quem gastou e a que fim se destina o gasto.

É uma grande vitória dos blogs. Quando a imprensa conservadora fingia que não existia o problema aqui em SP foram os blogs que foram atrás das informações e a disseminaram na internet. Existem compras absurdas, até em lojas que não existem. Material de limpeza em loja de luxo, etc.

Sob pressão o governo resolveu liberar as informações.

Falta colocar na internet todos os outros gastos do governo do estado.

 

O mais importante: falta derrubar o veto do governador José Serra a uma lei que OBRIGA a que TODOS os gastos públicos estadual sejam divulgados na internet para todos os cidadãos.

 

 

 

"Blefe. A hesitação do PSDB diante da CPI dos cartões corporativos disseminou no Senado a percepção de que o partido queria esbravejar por algumas semanas, mas contava com o veto governista à investigação. Agora, terá de decidir se corre ou se fica.

Truque básico. De um cardeal tucano, sobre a barafunda em que o partido se meteu no caso dos cartões: "É sempre assim. Eles põem o Fernando Henrique no meio, e nós nos enrolamos todos".

Tenho dito. Líder do governo na Assembléia paulista, Barros Munhoz (PSDB) foi ontem à tribuna defender o enterro da CPI dos cartões estaduais. "Não tem que ter CPI nem aqui nem em Brasília, onde há conchavo para transformar tudo em pizza".

Folha de SP (14/02/08)

 

Este blog defende que haja CPI em todos os estados e municípios, além do governo federal. CPIs de todas a contas de tipo B (cartões, cheque e dinheiro vivo) e não apenas dos cartões corporativos.

Leia a denúnica deste blog.

Mas, o mais importante é votar lei que obrigue a divulgação de todos os gastos públicos via internet.

Leia o texto:

Manifesto à família Brasileira

 

 

 

 

14/02/2008

Duas dicas importantes

 

Reportagens especiais sobre a Revista Veja

 

O jornalista Luis Nassif lançou uma série de reportagens sobre a revista Veja. Nestas reportagens ele mostra como a revista é usada para alavancar negócios particulares. São notícias e notas (verdadeiras ou não) que visam beneficiar alguns e atrapalhar a vida de outros, tudo segundo interesses escusos.

Vale a pena ler: http://www.projetobr.com.br/web/blog/5

PS: que a editora Abril não é flor que se cheire é sabido à tempos. Talvez as coisas tenham ficado piores por lá quando uma empresa sul-africana comprou 30% da editora Abril. Este grupo Sul-africano fez fortuna defendendo o regime racista daquele país. Eles defendiam, por exemplo, que negros e brancos não deveriam usar o mesmo ônibus. Imagine a ética destes empresários. 

Será que o Brasil precisa deste tipo de gente aqui? Ainda mais em uma área tão sensível como as comunicações?

 

 

 

Eco 1 - A natureza em vídeo

 

Vale a pena conhecer este site. Ele se propõem a ser uma espécie de Youtube dos vídeos ecológicos. Os últimos vídeos postados são: 1) sobre a biodiversidade brasileira. 2) um vídeo que ensina como ser sustentável em um mundo consumista. 

 http://www.eco1.com.br/

 

 

 

 

13/02/2008

A era da microgeração de energia

 

Existem algumas notícias nos jornais que nos fazem pensar que são mais um invento das organizações Tabajara (do casseta e planeta).  É o caso da notícia abaixo descrevendo como usar a caminhada para gerar energia. Coloca-se um trambolho desengonçado no joelho, e pronto, pode-se carregar a bateria do celular (por exemplo). Aí a pessoa dá uma risada e passa para a próxima notícia.

Normalmente os jornais preferem dar ênfase às esquisitices e são muito pouco pedagógicos. Não é só por escolha mercadológica, é pelo tipo de mão de obra que contratam, hoje eles dão preferência a contratar jornalistas criados assistindo Xuxa (são mais baratos e os "mais cultos").

Esta economia na contratação de jornalistas acaba tendo como conseqüência a perda de boas oportunidades para desenvolver eficientemente as informações. Não é o caso desta notícia abaixo, que foi bem escrita. Faltou, todavia, enfatizar o espaço e o tempo em que esta pesquisa foi realizada.

Vamos lá:

Hoje existe em todo o mundo uma busca (cada vez maior) por mecanismos de microgeração de energia. Isto por dois motivos. O primeiro e mais óbvio é a crise derivada do uso em larga escala do petróleo. O segundo motivo é o desenvolvimento da nano tecnologia, que permitirá a realização de muitas atividades com pouca energia e energia renovável.

O monstrengo abaixo se encaixa nesta busca por mecanismos múltiplos de suprimento de energia.

Tenha certeza que, se você viver mais uns 20 anos, estes monstrengos (aperfeiçoados) farão parte da sua vida, como hoje fazem parte o celular, computador, televisão, etc. É o início do desenvolvimento de um novo conjunto de tecnologia. Vocês já viram como era o primeiro computador? Uma coisa enorme, um verdadeiro dinossauro.

O monstrengo da notícia a seguir se encaixa neste momento, é como se fossem os primeiros computadores... 

 

 

 

Este é o primeiro computador, 

não tenho certeza, mas a capacidade de processamento

 e armazenamento de informação deve ser bem

 menor que o do meu computador.

   

Dispositivo usa caminhada para gerar energia sem esforço extra

Aparelho aproveita "freada" de joelho do usuário para produzir eletricidade

 

Um grupo de pesquisadores do Canadá desenvolveu um dispositivo que gera eletricidade a partir do movimento dos joelhos de uma pessoa caminhando. O aparelho, concebido por Max Donelan, da Universidade Simon Fraser, de Burnaby, aproveita energia "desperdiçada" pelo corpo: em cada passo, uma perna se acelera e depois se desacelera, usando energia para se mover e para frear.
É a energia natural da freada que é aproveitada. A partir desse conceito, Donelan e colegas elaboraram um aparelho que ajuda a perna a desacelerar, gerando energia praticamente sem nenhum esforço extra.
O princípio usado no gerador elétrico movido a caminhada é o mesmo que alguns carros híbridos usam para colher energia do freio. Com o dispositivo, um minuto de caminhada pode fornecer energia suficiente para um telefone celular funcionar por dez minutos, afirmam os cientistas. Eles publicam um estudo sobre o invento hoje na revista "Science".
Entre as aplicações que os cientistas imaginam que o dispositivo possa alimentar estão localizadores GPS portáteis ou próteses motorizadas. Donelan e os co-autores do trabalho publicado hoje já criaram uma empresa que pretende produzir membros artificiais
"Há energia para colher de vários lugares do corpo, e é possível usá-la para gerar eletricidade", diz Arthur Kuo, engenheiro mecânico que participou do projeto. "O joelho é provavelmente o melhor lugar."
O gerador apresentado no estudo na "Science" pesa 1,6 kg. Por causa disso, um usuário queima um pouco de energia extra para carregá-lo, mas nem nota se ele está ligado ou desligado ao caminhar, dizem os cientistas. É possível gerar um fluxo de 5 watts de energia ao caminhar com dois dispositivos, um em cada joelho.
Para o cientista Lawrence Rome, da Universidade da Pensilvânia, que comentou o trabalho de Donelan, o dispositivo é "extremamente esperto". "Ele só liga a resistência ao movimento quando uma pessoa tenta frear, de forma que ele até ajuda". Os criadores do novo invento afirmam que o protótipo ainda é um pouco desajeitado, mas a parte geradora de energia em si mal pode ser percebida pelo usuário.
"Pretendemos aprimorar o aparelho para que ele se torne mais fácil de portar e ainda retenha as capacidades de coleta de energia", diz Kuo.

 

 

Este é um aparelho de micro-geração que no futuro 

será aperfeiçoado e será rotina em nossa vida.

 

 

 

12/02/2008

Operação protege vampiro 2

 

Os jornais conservadores continuam com sua estratégia para “tirar da jogada” o nome do José Serra.

A tática é ir esquecendo, ir defendendo discretamente e passando a mensagem de que não é bem assim, é diferente, há mais controle, etc.

Os gastos do governo Serra, em contas corporativas, foram de 108 milhões. Um valor absurdo.

Graças a Deus hoje existem os blogs para manter acesa a chama da apuração, aqui no estado de São Paulo.

Veja o exemplo abaixo:

MATERIAL DE LIMPEZA? ME ENGANA QUE EU GOSTO


Vamos e venhamos, esse pessoal do PSDB do Serra nos toma por perfeitos idiotas. Eles meteram a mão grande no dinheiro público durante os 8 anos de FHC, as mesmas mão grandes que estão em SP há 13 anos. O governo Serra soltou uma nota na FSP que, entre as justificativas injustificáveis para uso dos cartões corporativos, tem essa pérola: "A Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho afirmou, por intermédio de sua assessoria, que as compras na Casa Deliza, especializada em frios e importados, se destinam à compra de material de limpeza." Pois bem, fui verificar essa loja na internet, fica em Araraquara e é uma loja finíssima de venda de produtos importados. Vinhos, queijos, frios, cestas e kits das melhores guloseimas e bebidas. Nada no site da loja indica que ela vende material de limpeza, mas se vendesse seria muito mais caro do que em um grande supermercado ou atacadista de material de limpeza. Seria mau uso do dinheiro público de uma forma ou de outra. Além disso, para compra de material de limpeza não é necessária uma licitação? Ou havia algo muito sujo no governo Serra, tão sujo que precisava de limpeza urgente? Verifiquem vocês mesmos, o endereço da loja é:

Casa Deliza Frios & Importados
Rua Major Carvalho Filho, 2133 - Jd.Primavera

CEP 14802-412 - Araraquara - SP

Tel.:(16) 3331-3100
www.casadeliza.com.br

Jussara Seixas

 http://por1novobrasil.blogspot.com/

 

É preciso lembrar que nem tudo é roubo, desperdício ou “mordomia”. Aliás, a maioria dos gastos do governo federal e estadual são de gastos sérios e necessários. Resta uma minoria de gastos absurdos ou desnecessários. 

Temos que separar o joio do trigo. Evitando o julgamento rápido, procurando saber a que fim se destina tal gasto. 

Uma pessoa que se propõem a ser um livre pensador não pode se deixar dominar pela emoção ou por imagens mentais que substituem a realidade. 

Quer um exemplo? 

O governo de São Paulo comprou um kit de maquiagem para uma ação social da polícia militar. Fora o preço absurdo (bem absurdo!) do kit, este trabalho social é muito importante. Faz parte do trabalho de resgate da imagem da polícia militar em bairros carentes onde as crianças consideram os bandidos mocinhos e os policiais bandidos. 

O Serra quer esconder os gastos do governo. Uma das suas primeiras atitudes como governador foi VETAR uma lei que obrigava o governo estadual a colocar na internet seus gastos de forma clara (quem gastou, onde gastou, com o que gastou, quanto gastou, nota fiscal, importância/motivo do gasto). Esta lei, do ex-deputado do PT Carlos Neder, pode ser colocada em prática. Basta os deputados de SP derrubarem o veto do governador. 

É uma lei importante e todos devemos nos unir para que este veto seja derrubado. 

No caso dos gastos do governo Lula já está comprovado que em sua imensa maioria são gastos necessários, realizados a preços compatíveis. 

O governo Lula está de parabéns em ter colocado na internet os gastos, de forma clara para que todos possam saber onde estão os gastos e colaborar para fiscalizar e aperfeiçoar as regras de gestão dos gastos públicos. 

Todavia, é importante aprimorar esta prestação de contas colocando na internet os motivos dos gastos e as notas fiscais correspondentes. 

Isto evitaria as manchetes sensacionalistas com o fato do governo (por exemplo) comprar uma esteira de corrida para que os guarda-costas façam ginástica. É próprio da função de guarda-costas manter a forma física. Isto não é mordomia, mas necessidade da função – necessidade no Brasil e no mundo inteiro. 

Preste atenção: notícias supostamente negativas do governo federal são repetidas à exaustão, com manchetes sensacionalistas, misturando os órgãos públicos de forma a criar uma imagem ruim e dirigir a mente das pessoas para o negativismo e a mentira. 

Um exemplo disto é um texto do Carlos Sardenberg. No texto ele “fala” dos gastos do presidente e da primeira dama e logo em seguida “fala” de uma lixeira de 900 reais. Não esclarece, todavia, que a lixeira (um absurdo!) foi comprada pela Universidade de Brasília. Portanto, não tem nada a ver com os gastos do presidente e sua esposa. 

Graças a Deus, hoje e no governo federal, estes gastos vão para a internet, assim abusos como este podem ser coibidos e punidos. Esta é a vantagem da transparência pública. 

A outra vantagem é poder desmascarar jornalistas de baixo nível, que estão mais interessados em manipular a verdade e assim ajudarem nos negócios dos seus patrões. 

Fiquem atentos, existe uma guerra psicológica para dominar as mentes das pessoas. Equilíbrio e informação técnica e real é mais importante do que nunca.

 

 

 

12/02/2008

Manifesto à família Brasileira

 

 

 

O que é mais importante para sua família?

Você acha que a Rede Globo (por exemplo) é um bom exemplo para sua família?

Você acha que ela escolhe os programas pensando no seu bem estar e na educação dos seus filhos?

Ou você acha que eles se preocupam sempre em aumentar a riqueza de seus donos?

Pense bem!

Pense melhor!

Ao atacarem alguns políticos e esquecerem de outros, ao selecionarem as notícias e as editarem eles estão pensando na sua família que quer a verdade ou nos negócios das empresas deles?

Equilíbrio é a chave deste momento que o Brasil está vivendo.

Propostas sérias é a solução para melhorar o Brasil e dar uma vida melhor para nossas famílias.

Brigas e ataques só servem aqueles que querem que tudo fique na mesma, mudando somente os nomes dos políticos no poder.

Isto não nos interessa. Não interessa aos nossos filhos e familiares.

Temos que apoiar propostas que melhorem o Brasil.

Ter todos os gastos públicos municipais, estaduais e federal na internet é o melhor para nós e para a nossa família.

Os nomes dos políticos podem mudar, mas as contas públicas continuam.

É por isto que temos que pensar o Brasil independentemente do nome que o estiver dirigindo.

É o melhor para nossos filhos.

Todo o gasto público deve estar disponível na internet, descriminando o seguinte:

- no que foi gasto

- quanto foi gasto

- motivo do gasto

- importância do gasto

- quem gastou

- como foi gasto

- quem recebeu e conferiu o comprado

- as notas ficais e autorização de empenho deverão estar junto desta pretação de contas.

Vamos nos unir, povo brasileiro, e propor uma lei que obrigue a todos os governantes a colocarem os gastos na internet. Assim é mais fácil fiscalizar e propor melhorias.

Independente de partidos, independente de governantes, independente dos interesses dos donos de jornais e Tvs.

 

Ajude o Blog do Chicão ( http://blogchicao.tripod.com/ ) a divulgar esta proposta.

 

 

 

ESTAREI TE ESPERANDO MAIS VEZES. QUE TAL COLOCAR ESTE BLOG NOS SEUS FAVORITOS?

COLOQUE-O AGORA.

 

 

 

11/02/2008

Vida cotidiana

 

SUS também salva vidas

 

 

Ela é empregada doméstica e o marido caseiro. Cuidam da casa de campo de uma família de Sampa. O sonho dela era engravidar. Anos se passaram até que um dia a menstruação não veio.

Emoção na família. Será? Será? Sem dinheiro para fazer “exame de farmácia” ela teve que esperar pela consulta no posto de saúde. Foram longos 07 dias até ter o exame na mão. Confirmado, ela estava grávida.

Muitas semanas se passaram até que a criança nasceu. Nasceu frágil, debilitada. O risco de vida era grande. A criança foi para a UTI neonatal do hospital (maternidade de Campinas).

Lá ficou por longos 40 dias.

Ficou na UTI neonatal. Sendo bem tratada, tendo a disposição todos os recursos que os outros pacientes “com convênios” tinham.

Ela saiu de lá bem, foi para sua casa. Está crescendo feliz e saudável. É a alegria na vida deste casal.

 

São sérios os problemas da saúde pública. São piores os problemas onde os médicos são menos preparados e menos comprometidos. São piores os problemas onde há má administração, desorganização e desperdício.

Os hospitais funcionam melhor onde há preparo, organização, disciplina e comprometimento.

 

A inteligência e a consciência servem para as pessoas não precisarem generalizar.

 

A inteligência nos ajuda a aprender a fazer bem feito a fim de melhorar sempre.

A generalização nos torna ignorantes, já que não somos capazes de perceber as diferenças e de valorizar as pessoas e as experiências que são bem sucedidas.

 

O livre pensador deve estar atento para a necessidade de apreender a realidade com refinamento e atenção as sutilezas.

 

Este final semana foi mais um aniversário desta criança.

 

 

 

 

10/02/2008

Fotos fantásticas

 

 

 

Sol no polo norte

 

 

 

09/02/2008

Piada:

Oferta de emprego



Um desempregado comparece ao SINE para ver se havia algum emprego para ele.
Chegando lá, viu um cartaz escrito : "Precisa-se de assistente de ginecologista".
Ele foi ao balcão e perguntou pelo trabalho.
- Pode me dar mais detalhes?
E o funcionário:
- Sim senhor. O trabalho consiste em aprontar as pacientes para o exame. Você deve ajuda-las a se despir, e cuidadosamente lavar suas partes genitais. Depois você faz a depilação dos pelos púbicos com creme de barbear e uma gilete novinha. Depois esfrega gentilmente óleo de amêndoas doces, de forma a que elas estejam prontas para o ginecologista. O salário mensal é de R$ 4.500,00 com carteira assinada e demais benefícios, mas você deve ir até Quatro Barras.
- Puxa! Mas são 50 km de Curitiba! É lá o emprego?
- Não, lá é onde termina a fila de candidatos.

 

 

 

 

 

08/02/2008

DENÚNCIA

 

O Blog do Chicão denuncia uma nova armação dos jornais e Tvs conservadores. 

Desta vez a vítima é a CPI dos gastos corporativos, proposta pelo líder do governo Lula.

É preciso deixar claro que a CPI dos gastos corporativos é MUITO MAIS ABRANGENTE do que a CPI dos cartões corporativos proposta pela oposição.

Sabe porque é mais abrangente? Por que investigará os gastos com os cartões, MAIS os gastos com cheque e com dinheiro vivo.

É mais abrangente porque investigará um período de 10 anos, de 1998 até 2008. A outra CPI quer investigar somente a partir de 2001, SEM investigar os gastos com cheque e dinheiro vivo.

A oposição e a imprensa conservadora não querem investigar a verdade. Querem selecionar e desprezar investigações segundo os interesses econômicos e políticos deles.

Todos sabem que o governo Lula gastou menos nas contas corporativas que o governo FHC.

A notícia do dia é que o governo Lula gastou menos no cartão que o governo de São Paulo do Serra / PSDB.

Os jornais conservadores querem confundir os cidadãos, não explicando a diferença entre as CPIs, como se fossem iguais. 

Querem proteger alguns políticos. Porque será? Será que é por dinheiro?

 

 

 

 

 

 

08/02/2008

Operação protege vampiro

 

Os jornais e tvs conservadores começaram a operação de proteção ao governo Serra.

Primeiro esconderam os gastos deste governo com cartões, verbas de representação, gastos com viagens e locomoção. Gastos altos, incrivelmente altos.

Quando a informação começou a circular pelos blogs os conservadores foram obrigados a tocar no assunto. Melhor dizendo, tocar em uma parte do assunto, nos gastos com cartões.

Foram investigar os gastos? Não, jamais. Começaram a operação defende vampiro. Ou seja, querem nos fazer crer que são gastos justos, corretíssimos...

O mote é: é tudo diferente do governo federal.

Como saber se foram corretos ou não se sabemos o quanto foi gasto (um absurdo!) mas NÃO sabemos quem gastou, nem quando e nem para o quê?

A intenção é tentar acabar logo com esta notícia. Está tudo certo e acabou.

A única notícia onde o governo Serra é pressionado (um pouquinho) está no site do Paulo Henrique Amorim. Diz o secretário do Serra:

"Os gastos são gastos bem feitos. Não há nenhum tipo de irregularidade. Você vai comprar vale transporte e usa esse dinheiro para comprar vale transporte. Isso é perfeitamente comprovado. A diária foi para 'fulano de tal', 'fulano de tal' paga e apresenta nota."

Karam Valdo - repórter:

"Mas não fica mais difícil identificar os gastos quando o dinheiro é sacado diretamente no caixa ?"

 Aloysio Nunes Ferreira:

 "Pelo contrário, o cartão é muito mais fácil de identificar do que o cheque, por exemplo. Pelo cartão você sabe exatamente quando foi feita a despesa, onde foi feita a despesa. Não dificulta porque a utilização do dinheiro sacado é comprovada basicamente mediante a nota fiscal. Houve saques de coisa de R$ 40 milhões. A grande maioria, mais de 90%, foi vale transporte, despesa com pagamento de diárias e conserto de viaturas e operações policiais."

 

É bom notar que TODAS as compras públicas devem ser comprovadas através de notas fiscais, seja no governo municipal, estadual e federal.

Pagar vale transporte com dinheiro? Para quê? Passa o cartão e paga. Muito mais transparente e simples.

Estão questionando os saques em dinheiro do IBGE que realizou o censo rural brasileiro de 2007. Imagine os pesquisadores nas áreas rurais deste país. O cara chega a uma biboca qualquer e quer almoçar. Ali só é aceito dinheiro. É assim nas áreas mais simples. Dá para entender muito bem o porque retirar dinheiro do caixa para pagar este tipo de despesa.

Quem conhece alguma empresa que paga vale-transporte em dinheiro vivo? Eu não conheço nenhuma. Estranho! Muito estranho!

A tática de defesa do governo estadual é falar que está tudo certo e pronto. Tentar acabar com o assunto sem questionamento, aceitando passivamente o que é dito pelas autoridades. Desde quando bandido vai até a televisão para confessar crime? Para isto existe investigação.

Queremos ver as notas fiscais. Queremos saber onde foram gastos estes valores. Queremos saber da relevância dos gastos. Queremos saber quem gastou e quando gastou.

O texto abaixo é do blog Amigos do Presidente Lula, sobre a reportagem da Folha de SP:

“Dedica-se na maior parte do texto a explicar didaticamente a sistemática de controle paulista, coisa que foi negada ao governo federal, por mais que gente da CGU (Controladoria Geral da União) explicasse os mecanismos de empenho e autorização prévias nas despesas por cartão do governo federal.
Notaram que Folha citou os gastos estranhos (brinquedos, churrascaria), mas poupou os nomes dos responsáveis?
É meus amigos... José Serra deve ter CENSURADO a Folha para não citar NOMES dos titulares do SERRA-Card!
Ou a Folha deve ter se auto-censurado para proteger José Serra”.

A operação protege vampiro está a toda.

O que está em jogo é uma ótima oportunidade de aprovarmos leis que garantam a transparência das contas públicas, sejam estaduais, municipais ou federal.

Transparência sempre, independente de partido ou do político que está no poder. 

A transparência pública não é importante para os políticos. Ela é importante para nós, a imensa maioria que não ocupa cargo público.

 

 

 

 

 

08/02/2008

Com a palavra o ministro da justiça

 

Tarso afirmou que 90% dos ministros sequer usam o cartão, como ele próprio.

"Essa cobertura está completamente equivocada. O que permitiu a detecção desse problema foi a transparência do governo. Não podem transformar isso em culpabilidade", afirmou.

O ministro defendeu a CPI no Senado que o governo protocolou na quarta-feira e desafiou a oposição a investigar os gastos dos ministérios nos últimos dez anos. Segundo ele, é indiscutível que o controle sobre os gastos públicos e a corrupção aumentaram muito no governo Lula.

"Com a CPI nós vamos poder comparar quem usou com mais moderação o recurso público para dar estrutura e apoio aos ministérios. A oposição derrotou a CPMF para impedir o sucesso ainda maior do governo Lula e fracassou no seu diagnóstico. Dizia que a economia do Brasil só ia bem porque o cenário mundial era favorável. Agora o cenário mundial está ruim, negativo, mas o Brasil continua com sua economia estabilizada. A oposição está sem discurso e sem proposta para o país", afirmou.”

Veja matéria completa:

Portal vermelho www.vermelho.com.br

 

 

Uma bela imagem para descansar a alma.

 

 

 

07/02/2008

Cartões, Lula gasta MUITO MENOS que o Serra.

 

Porque será que os jornais conservadores não publicam as notícias sobre "os feitos administrativos" do José Serra? Durante o carnaval só falaram sobre a sua festa nos camarotes do Rio e S. Paulo.

Graças ao blog Amigos do Presidente Lula ( http://www.osamigosdopresidentelula.blogspot.com/ ) estamos descobrindo várias facetas novas do mesmo.

Por exemplo: você sabia que o governo dele gastou em mais em cartão corporativo que o governo Lula? 

Isto mesmo, o governo estudual gastou mais que o governo do Brasil. E isto não é notícia, nem de notinha no fim da página. 

Deveria ser motivo de manchete na primeira página. É difícil saber onde e quando eles gastaram. Vai precisar de uma CPI para descobrirmos quanto foi e aonde.

Enquanto isto os dados do governo federal estão disponíveis na internet.

Os jornais estão fazendo um carnaval com eles. 

E se esquecem o Serra. Por que será? Será que é por grana? 

O governo Lula gastou com cartão: R$75.656.353,91

O governo Serra gastou com cartão: R$108.384.268,26

Muito mais gastos o Serra fez. Falta saber aonde e punir onde houve excessos.

Já sabemos que os gastos do governo FHC com as contas corporativas (cartão, cheque e dinheiro eme spécie) foram MUITO MAIORES que os gastos do governo Lula.

O governo Lula gastou menos no cartão que o Serra.

O governo Lula gastou menos nas contas corporativas que o governo FHC.

Esta é a verdade e ela incomoda os grandes proprietários de jornais e televisão. Por que será?

 

 

 

 

06/02/2008

Crônica de um amor louco

 

     -Mãe, vou casar.
     - Jura, meu filho  ?! Estou tão feliz ! Quem é a moça ?
     - Não é moça. Vou casar com um  moço. O nome dele é Murilo.
     - Você falou Murilo... ou foi  meu cérebro que sofreu um pequeno surto psicótico?
     - Eu falei Murilo.  Por que, mãe ? Tá acontecendo alguma coisa ?
     - Nada, não... Só  minha visão que esta um pouco turva. E meu coração, que talvez dê uma parada. No mais, tá tudo ótimo.
     - Se você tiver algum problema em relação a isto,  melhor falar logo...
     - Problema ? Problema nenhum. Só pensei que algum  dia ia ter uma nora... Ou isso ...
     - Você vai ter uma nora. Só que  uma nora... meio macho. Ou um genro meio fêmea. Resumindo: uma nora quase macho,  tendendo a um genro quase fêmea.
     - E quando eu vou conhecer o  meu... a minha... o Murilo ?
     - Pode chamar ele de Biscoito. É  o apelido.
     - Tá ! Biscoito... Já gostei dele. Alguém com esse  apelido só pode ser uma pessoa bacana. Quando o Biscoito vem aqui
     - Por que ?
     - Por nada. Só pra eu poder desacordar seu pai com  antecedência.
     - Você acha que o papai não vai aceitar?
     - Claro que vai aceitar! Lógico que vai. Só não sei ... se ele vai sobreviver ... Mas isso também é uma bobagem. Ele morre sabendo que você achou sua cara-metade. E olha que espetáculo: as duas metades com  bigode...
     - Mãe, que besteira ... hoje em dia ... praticamente  todos os meus amigos são gays.
     - Só espero que tenha sobrado  algum que não seja... pra poder apresentar pra tua  irmã.
     - A Bel já tá namorando.
     - A Bel? Namorando ?! Ela não me falou nada... Quem é ?
     - Uma tal de  Veruska.
     - Como ?
     -  Veruska...
     - Ah !, bom! Que susto! Pensei que você tivesse  falado Veruska.
     - Mãe !!!...
     - Tá..., tá..., tudo bem... Se  vocês são felizes. Só fico triste porque não vou ter um neto  ..
     - Por que não ? Eu e o Biscoito queremos dois filhos. Eu vou doar os espermatozóides. E a ex-namorada do Biscoito vai doar os  óvulos.
     - Ex-namorada ? O Biscoito tem ex-namorada?
     - Quando ele era hétero. A Veruska.
     - Que Veruska
     - Namorada da Bel...
     - "Peraí". A ex-namorada do teu  atual namorado...É a atual namorada da tua irmã... que é minha filha  também... que se chama Bel. É isso? Porque eu me perdi um  pouco...
     - É isso. Pois é... a Veruska doou os óvulos. E nós  vamos alugar um útero.
     - De quem ?
     - Da  Bel.
     - Logo da Bel ?! Quer dizer então... que a Bel vai  gerar um filho teu do Biscoito. Com o teu espermatozóide e com o óvulo da  namorada dela, que é a Veruska ?!?...
     - Isso.
     - Essa criança, de  uma certa forma, vai ser tua filha, filha do Biscoito, filha da Veruska e filha  da Bel.
     - Em termos...
     - A criança vai ter duas mães :  você e o Biscoito. E dois pais: a Veruska e a Bel.
     - Por  aí...
     - Por outro lado, a Bel..., além de mãe, é tia... ou  tio... porque é tua irmã.
     - Exato. E ano que vem vamos ter  um segundo filho. Aí o Biscoito é que entra com o espermatozóide. Que dessa vez vai ser gerado no ventre da Veruska... Com o óvulo da Bel. A  gente só vai trocar.
     - Só trocar, né ? Agora o óvulo vai ser da Bel. E o  ventre da Veruska.
     - Exato.- Agora eu entendi ! Agora eu realmente  entendi...
     - Entendeu o que?
     - Entendi que é uma  espécie de swing dos tempos modernos !
     - Que swing, mãe  ?!!...
     - É swing, sim ! Uma troca de casais... com os  óvulos e os espermatozóides, uma hora no útero de uma, outra hora no útero  de outra...
     - Mas...
     - Mas uns tomates! Isso é um  bacanal de última geração ! E pior... com incesto no  meio.
     - A Bel e a Veruska só vão ajudar na concepção  do nosso filho, só isso...
     - Sei... E quando elas quiserem  ter filhos...
     - Nós ajudamos.
     - Quer saber ? No  final das contas não entendi mais nada. Não entendi quem vai ser mãe de quem,  quem vai ser pai de quem, de quem vai ser o útero, o espermatozóide... A única  coisa que eu entendi é que...
     - Que...
     - Fazer árvore genealógica daqui pra frente... vai ser uma M - - -

     (Luiz Fernando  Veríssimo)

 

 

 

 

Amigos, olha que Lindo! 

Eu só tiraria a tatuagem.

 

 

 

 

04/02/2008

Piadinha para animar o Carnaval

 

Experiência de Louvor

 

"Num dia destes eu estava passando em frente uma livraria evangélica, vi um decalque que dizia "Se você ama Jesus, buzine". Comprei um e apliquei-o no para-choques traseiro do meu carro. Foi muito bom eu ter feito isso. Uma tremenda experiência se sucedeu. Eu estava parado num cruzamento movimentado com o sinal fechado, pensando nas coisas do Senhor, e não notei que o sinal tinha aberto. Aquele decalque funcionou mesmo. Encontrei muitas pessoas que amavam Jesus.

Vejam só, o cara atrás de mim começou a buzinar que nem louco. Ele devia amar o Senhor de verdade, porque logo a seguir ele se curvou para fora da janela e clamou: "Jesus Cristo" tão alto quanto podia. Era como um jogo de futebol, com ele gritando: "Vai, Jesus Cristo, vai". Todos os outros começaram a buzinar também, então me inclinei para fora da janela, acenei e sorri para todos aqueles amados irmãos.

Havia um cara que devia ser de alguma igreja pentecostal, porque pude ouvi-lo clamar algo como "luta que caiu", e eu o vi acenar com um gesto engraçado, com o dedo médio apontando para o céu. Perguntei aos meus dois filhos o que isso queria dizer. Eles se torceram, olharam um para o outro, deram umas risadinhas e me contaram que esse gesto é usado pelos pentecostais para desejar bênçãos celestiais aos irmãos. Então eu retribui a benção acenando com o mesmo gesto. Alguns carros mais atrás, um homem enorme desceu do carro e clamou alguma coisa. Não pude ouvi-lo muito bem, mas parecia ser algo como "Teu Filho na luta" ou coisa parecida. Decerto também estava envolvido em batalha espiritual. Ele devia mesmo amar o Senhor.

Algumas pessoas ficaram tão envolvidas pelo intenso júbilo daquele momento de glória que saíram de seus carros e vieram andando na minha direção. Creio que eles queriam orar, mas naquele instante notei que o sinal ficou amarelo, então pisei no acelerador. Foi bom, pois fui o único motorista que conseguiu atravessar o cruzamento. Olhei para trás e vi que eles estavam lá, parados. Então dei-lhes um grande sorriso pela janela e acenei com o gesto pentecostal de bênçãos aos irmãos, e fui embora.

Louvado seja o Senhor por pessoas tão maravilhosas.

 

 

 

 

 

 

 

Poesia do Chicão

 

São Duas

 

 

 

São duas,

duas mulheres ao vento.

Elas são duas,

duas se acarinhando em um momento.

São lindas,

Se encostando sem tormento.

Mãos dadas,

Mãos nas ancas,

pura intimidade.

São duas que se recebem,

São duas que se aceitam.

Pura intimidade.

O melhor lugar para viver a sensualidade.

 

 

 

 

Voltar a página principal do Blog do Chicão

 

 

 

Você pode se filiar ao grupo "notícias do Chicão" e receber no seu email o material deste blog (à excessão das fotos, músicas e desenhos)

mande um email para: 

noticias_chicao-subscribe@yahoogrupos.com.br

 

 

Artigos antigos

 

Visite as páginas dos outros meses.

2 abril 08 / 1 abril 08 / 2 março 08 / 1 março 08 / 2 fevereiro 08 / 1 fevereiro 08 / 2 janeiro 08 / 1 janeiro 08 / 2 dezembro 07 / 1 dezembro 07 / 2 novembro 07 / 1 novembro 07 / 2 outubro 07 / 1 outubro - 07 / 2 setembro - 07 / 1 setembro - 07  /  Agosto - 07

página principal do blog antigo

 

 

ESTAREI TE ESPERANDO MAIS VEZES. 

QUE TAL COLOCAR ESTE BLOG NOS SEUS FAVORITOS?

 

 

 

 

ESTAREI TE ESPERANDO MAIS VEZES. QUE TAL COLOCAR ESTE BLOG NOS SEUS FAVORITOS?

COLOQUE-O AGORA.

 

 

 

Você pode se filiar ao grupo "notícias do Chicão" e receber no seu email o material deste site (à excessão das fotos, músicas e desenhos)

mande um email para: 

noticias_chicao-subscribe@yahoogrupos.com.br